Buscar

Não basta apenas uma cara bonitinha!

Atualizado: 10 de Mar de 2019

O jornalista ou o recém-formado em Comunicação Social logo que entra em uma redação de TV, percebe que precisa ir além de uma reportagem dos jornais impressos. A engenharia de uma televisão impõe conhecimento técnico e específico de algumas práticas. Se o profissional dominar certos aspectos, ele vai encurtar o caminho e sair na frente.


Em 2008, participei de uma palestra na Universidade Gama Filho – UFG -  época que lecionava na instituição. E ouvi algo que nunca esqueci. Todos nós enquanto estudantes devemos ser empreendedores da nossa carreira. Não devemos deixar simplesmente o barco levar!

Sei que o início é corrido e cheio de preocupações. E quando vemos, os primeiros 10 anos de carreira serviram para o nosso ingresso e posição em alguma emissora de rádio ou TV. Depois, os próximos dez anos, geralmente seguimos em frente, “tocamos o barco”. Não, não! Aí que nos enganamos.


Logo após nossa entrada em uma vaga profissional, é hora de começar a pensar em uma pós-graduação, mestrado, alguma especialização. Nesta época é que devemos planejar, “guardar dinheiro”, organizar a vida para que este dia aconteça. Sem planejamento e ação não chegamos a nenhum lugar. Pense nisso!   


É muito importante se especializar, buscar mais conhecimento! Ouço muitos alunos comentando que aprenderam muito nas aulas comigo e que agora estariam mais preparados. Fazer um curso de extensão, por exemplo, é sair na frente. É buscar uma preparação para quando surgir uma oportunidade seja de entrar em uma TV ou tentar uma troca de função na redação, enfim, se sintam preparados para as oportunidades que vão cruzar o seu caminho!


Pensando nas necessidades de quem busca conhecimento na reportagem, preparei um curso online que pode ser acessado à distância, um conceito atual e muito usual nos Estados Unidos, onde o estudante pode adquirir conhecimento a um valor mais acessível, sem precisar se deslocar.


O curso Online de Introdução à Reportagem mostra como produzir matérias, a partir do texto que exige uma linguagem específica. Além disso, o programa leva ao entendimento da dinâmica de uma externa, onde uma apuração resulta em um bom texto e o tempo despendido no local determina o tipo de material a ser oferecido. O curso mostra também o quanto a imagem e a voz são fundamentais para entregar o conteúdo com qualidade e credibilidade.


Acredito que o profissional de TV precisa dominar todos esses aspectos. O futuro repórter ou editor precisa entender como se dá uma reportagem de têve. Na faculdade, nem sempre é possível mostrar todas essas características. Agora você terá esta oportunidade. Abrace e não deixe o barco levar. Em outras palavras, não deixe o tempo conduzir o seu caminho! 


0 visualização

Assine nossa newsletter

Este site foi orgulhosamente criado por Pereggrin Comunicação no ano de 2018 - Direitos Reservados
Rio de Janeiro - São Paulo - Goiânia - Brasília - Belém
SSL HTTPS.png