Buscar

Maior tragédia climática causa 506 mortes

Atualizado: 10 de Mar de 2019



Na maior tragédia climática do país, que ocorreu na Região Serrana do Rio de Janeiro em 2011, a cobertura jornalística deste dia nos mostrou a importância de sermos ágeis para mobilizar toda estrutura da reportagem e da edição. Apuradores, produtores e chefes de reportagem, todos empenhados no envio dos repórteres para os locais estratégicos e com segurança. Editores na busca de imagens e sonoras que pudessem contar a tragédia que deixou 506 pessoas mortas. Imagens fortes e depoimentos dramáticos de sobreviventes.


O empenho do editor-chefe para montar um jornal que pudesse retratar a tragédia com reportagens sobre as áreas atingidas pela chuva, o trabalho das equipes de resgate aos soterrados, a chegada dos corpos no IML, bem como o número de desaparecidos e o atendimento das vítimas em abrigos das prefeituras. Produtores e chefes de produção já trabalhando nas suítes para explicar essa repetição de tragédias no Rio de Janeiro, como a falta de controle e planejamento no crescimento das cidades. Coberturas que movimentam uma redação, nos fazem crescer como profissionais e como pessoas, mas que certamente tocam corações em todos os cantos do país.


1 visualização

Assine nossa newsletter

Este site foi orgulhosamente criado por Pereggrin Comunicação no ano de 2018 - Direitos Reservados
Rio de Janeiro - São Paulo - Goiânia - Brasília - Belém
SSL HTTPS.png